Maia é vítima de ataques nas redes sociais por defender PL das fake news | Congresso em Foco

0
100
Maia é vítima de ataques nas redes sociais por defender PL das fake news
Maia é vítima de ataques nas redes sociais por defender PL das fake news

Depois que o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), se solidarizou com o youtuber Felipe Neto pelos ataques e ameaças que vem recebido e prometeu acelerar o projeto de combate às fake news, a hashtag #DerreteMaia cresceu no Twitter. Impulsionada por apoiadores do presidente Jair Bolsonaro, a hashtag é um dos assuntos mais comentados na rede social na manhã deste domingo (2).

> Felipe Neto aceita convite de Maia para debater PL das fake news na Câmara

Os tuítes fazem referência ao número de votos recebidos por Maia na última eleição e apelam pela não reeleição do deputado. O convite feito a Felipe Neto e a defesa do PL das fake news são as principais razões das críticas ao presidente da Casa, que já sofreu ataques da rede bolsonarista em outras ocasiões.

Leia mais

Câmara retoma discussão sobre PEC que reduz salário de servidores

31 jul, 2020

Comissão da reforma tributária vai se reunir nesta sexta-feira

31 jul, 2020

Aprovado pelo Senado em junho, o PL 2630/2020 visa combater a disseminação de notícias falsas nas redes sociais e está em discussão na Câmara. Ainda não foi definido relator da matéria nem estipulada data para votação em Plenário. Polêmico, o texto é visto com ressalvas por diversos setores, como partidos, organizações, pesquisadores e influenciadores digitais como o próprio Felipe Neto. As razões das críticas divergem, e deputados sinalizam que deverão modificar o texto vindo do Senado.

Apoiadores do presidente Bolsonaro chamam o texto de “PL da censura” e alegam que ele afronta a liberdade de expressão. Recentemente, perfis bolsonaristas têm sido derrubados por plataformas como o Facebook por ordem judicial. Investigações no âmbito do inquérito das fake news, que corre no Supremo Tribunal Federal (STF), apontam para comportamento inautêntico de contas.

Filho do presidente, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) escreveu no Twitter que Maia estaria ressentido pelo tratamento recebido na internet e usa o cargo para provocar mais. “Pra ser justo, o senhor chamará algum influenciador de direita para o debate? Podemos contar com sua isenção?”, questionou ele.

Quem perde com isso é o Brasil e o próprio Rodrigo Maia.

Pres. da Câmara está notoriamente ressentido pelo tratamento que recebe na internet e, cegamente, usa o cargo para provocar mais.

Porém, como dizem alguns: a internet é uma bolha, saindo da bolha deve estar tudo bem. pic.twitter.com/aSrfeHt71v

— Eduardo Bolsonaro🇧🇷 (@BolsonaroSP) August 1, 2020

O presidente da Câmara foi procurado pela reportagem para comentar, mas até a última atualização não havia se manifestado. O espaço permanece aberto.

> Líder do PSL quer presidente liberal na Câmara e aliança com PTB, Pros e PSC

imagem02-08-2020-12-08-16

Continuar lendo

Conteúdo Bloqueado

Ajude-nos a crescer! Compartilhe esta matéria com seus amigos no Facebook clicando no botão abaixo para desbloquear o conteúdo automaticamente. Compartilhar é grátis!

Clicando no botões você concorda com os termos de uso e política de privacidade